segunda-feira, 29 de junho de 2009

Exposição de trabalhos








sábado, 27 de junho de 2009

A nossa horta pedagógica




sábado, 20 de junho de 2009

Férias de verão


Cuidados a ter na Praia

Toda a gente sabe que os dias de calor são os melhores para ir para a praia (ou para o rio) brincar e até ganhar um bocadinho de bronzeado.
O problema é que com as brincadeiras, não reparamos nos perigos que por lá pode haver.
É claro que, se soubermos quais são esses perigos, podemos evitá-los e divertir-nos à mesma. Lá diz o ditado: "Mais vale prevenir do que remediar".
Então, vamos a isso?


O SOL
Não deves estar ao sol nas horas de maior calor (entre as 11h30 e as 16h30
. A estas horas a radiação solar é mais perigosa.
Habitua-te ao sol a pouco e pouco.Depois do Inverno o nosso corpo precisa de se voltar a habituar ao sol e ao calor, por isso, nos primeiros dias de praia, usa uma camisola de algodão, chapéu (o boné não protege as orelhas) e calção ou fato de banho. E tenta manter esta roupa seca, para não se colar ao corpo e deixar de te proteger do sol.

Usa sempre protector solar. Os perigos de queimaduras pelo sol aumentam ou diminuem conforme o tipo de pele. Mesmo que tenhas um "bronzeado natural", não estejas ao sol sem um filtro solar de protecção adequado.

Põe o protector meia hora antes de ir para o sol. Para fazer efeito, deves pôr o protector solar cerca de meia hora antes de ires para a praia e pôr mais regularmente (de hora a hora, cada vez que se sai do banho ou se transpirares muito).

Protege todas as partes do corpo. Não te esqueças de proteger o peito dos pés, as costas das mãos, as orelhas, o nariz, os lábios e a área em redor dos olhos. São zonas sensíveis e também se queimam!

O filtro solar é para ser usado mesmo à sombra! Mesmo que fiques todo o dia debaixo de um chapéu-de-sol ou de um toldo, usa na mesma o filtro solar. É que esta sombra não impede totalmente a passagem dos raios solares, e a luz reflectida na areia pode ser suficiente para provocar uma queimadura.

ALIMENTAÇÃO E BANHOS

Escolhe comidas leves. O melhor "lanche" para levar para a praia são os legumes, frutos, água e sumos naturais, porque têm substâncias que ajudam a pele a defender-se do sol. Por outro lado, são alimentos que facilitam a digestão. Quando o calor é muito, a digestão fica mais lenta e pode provocar indisposição.

Já agora, falemos do tempo da digestão. Tem cuidado com as horas a que comes e aquelas a que podes ir à água. Não te esqueças que, comendo muito ou pouco, a digestão dura sempre duas horas e meia!
Se a água estiver fria, nunca entres nela de repente! Podes até desmaiar por causa da diferença de temperaturas!

Bebe muitos líquidos. Às vezes, com as brincadeiras até te esqueces de beber água. Mas isso pode ser muito perigoso, porque está muito calor e suas muito (mesmo que não dês por isso). É preciso beber água!

POLUIÇÃO
Deixa sempre a praia limpa. Se não gostamos de uma praia suja, o melhor é contribuirmos para a sua limpeza.
Leva sempre um saquinho de plástico para pôr o lixo, põe-no no sítio certo e nada de enterrar coisas na areia disfarçadamente...

Não mexas no lixo. Por vezes, não é só a água que está poluída, a areia nem sempre está limpa.
Para evitar problemas na pele ou outras doenças, não andes a brincar com o lixo que encontras na areia.
Beijocas e boas férias

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Festa de Fim de Ano na Escola EB2,3 Jorge de Barros


CANÇÃO DE FINALISTAS (Horário da manhã)
Do 1º ao 4º ano
É um salto de distância
A vida passa a correr
Lá se vai a minha infância!
Animados com a festa
Finalistas de primeira
Amanhã estou de férias
Com mais tempo p`ra brincadeira

E saio agora! E vou correndo!
E vou-me embora! E vou correndo!

Já não demora!
E vou correndo p'ra praia...agora!

É tão breve e divertida
A vida de dum estudante
Tudo aquilo que aprendi
É p,ra mim muito importante
Sob dança divertida
Pandeiretas a saltar
Com espírito de brincadeira
A esta tuna vim parar

E saio agora!E vou correndo!
E vou-me embora! E vou correndo!
Já não demora! E vou correndo p'ra praia...agora!

Vais ouvir falar de mim
Sou estudante sonhador
Estou pronto para voar
Vou estudar p'ra ser doutor
Seja de noite ou de dia
Levo sempre na lembrança
A cor da tua alegria
A escola da minha infância

E saio agora! E vou correndo!
E vou-me embora! E vou correndo!
Já não demora! E vou correndo p'ra praia...agora!



Canção de Finalistas (Horário da tarde)

Querida mãe, querido pai então que tal
Aqui estou cansadinho (a) de estudar
A vida de um estudante é muito dura
Só na praia eu vou poder descansar

Hoje é um dia muito especial
Sou finalista e estou muito feliz
Que saudades eu vou ter da minha escola
Deixo cá muitos amigos que fiz

Esta vai ser sempre a minha escola
Onde aprendi histórias lindas de encantar
Onde cresci, onde estudei e brinquei
São momentos que nunca mais vão voltar

Professora obrigado, um beijinho
Uma flor, um sorriso e no olhar
Uma capa que esconde a emoção
Das saudades que levo no coração

Um abraço para todos os presentes
Esta Tuna diz bem alto a cantar
Que saudades vamos ter da escola 4
Que saudades de jogar e de brincar




Jantar de Finalistas do 4º Ano













video

Teatro nos "Corações de Vale de Figueira"

"Frei João Sem Cuidados"

O rei ouvia sempre falar em Frei João Sem Cuidados como um homem que não se afligia com coisa nenhuma deste mundo. - Deixa estar, que eu é que te hei-de meter em trabalhos! Mandou-o chamar à sua presença e disse-lhe: - Vou dar-te uma adivinha e, se dentro de três dias não me souberes responder, mando-te matar. Quero que me digas quanto pesa a Lua, quanta água tem o mar, e o que é que eu penso? Frei João Sem Cuidados saiu do palácio bastante atrapalhado, pensando na resposta que havia de dar àquelas perguntas. O seu moleiro encontrou-o no caminho e lá estranhou de ver Frei João Sem Cuidados de cabeça baixa e macambúzio. - Olá, senhor Frei João Sem Cuidados, então que é isso que o vejo tão triste? - É que o rei disse-me que me mandava matar se dentro de três dias eu não lhe respondesse a estas perguntas: Quanto pesa a Lua? Quanta água tem o mar? O que ele pensa? O moleiro pôs-se a rir e disse-lhe que não tivesse cuidados, que lhe emprestasse o hábito de frade, que ele iria disfarçado e havia de dar boas respostas ao rei. Passados os três dias o moleiro, vestido de frade, foi pedir audiência ao rei. O rei perguntou-lhe: - Então quanto pesa a Lua? - Saberá Vossa Majestade que não pode pesar mais do que um arrátel, porque todos dizem que ela tem quatro quartos. - É verdade... E agora: quanta água tem o mar? Respondeu o moleiro: - Isso é muito fácil de saber. Mas como Vossa Majestade só quis saber da água do mar, é preciso primeiro que mande tapar todos os rios, porque sem isso nada feito. O rei achou bem respondido. Mas zangado por ver que Frei João Sem Cuidados se escapava das dificuldades, tornou: - Agora, se não souberes o que penso, mando-te matar! O moleiro respondeu: - Ora Vossa Majestade pensa que está a falar com o Frei João Sem Cuidados, e está mas é a falar com o seu moleiro! Deixou cair o hábito de frade, e o rei ficou pasmado com a sua esperteza.


Festa na Escola






Visita ao Badoca Safari Park